Medicamentos Fitoterápicos

Por séculos, as drogas eram exclusivamente de origem natural constituídas por ervas, produtos naturais e materiais inorgânicos. Os primeiros “remédios” eram combinações desses ingredientes com feitiçarias, misticismo, astrologia ou religião sendo que nos casos de tratamentos efetivos, estes eram guardados e documentados. A ciência da farmacognosia – o conhecimento das drogas – cresceu a partir desses documentos para possibilitar uma descrição científica e organizada dos materiais naturais usados na medicina.

Um dos maiores representantes de fontes de futuros medicamentos é o reino vegetal devido à maior diversidade de produção dos metabólitos especiais. Estes são compostos produzidos, pelas plantas e, que não são essenciais à sua sobrevivência, diferente dos metabólitos primários, como lipídeos, proteínas e carboidratos, porém tem papel fundamental na adaptação do organismo produtor ao meio em que vive. Esses metabólitos especiais visam, por exemplo, a proteção das plantas contra herbívoros, microorganismos e radiação ultra-violeta. Este fato, explica o porque de muitos desses compostos possuírem atividade biológica e justificam o maior interesse das pesquisas com essa classe de compostos. De acordo com Harborne, a maior diversidade de metabólitos secundários no reino vegetal, comparado ao animal, é devida justamente a essa ser a única forma de defesa de determinadas plantas, visto que a maioria dos animais podem se defender de outras formas de ataques de predadores, por exemplo, pela fuga ou luta.

Produtos naturais têm se mostrado como valiosíssima fonte de tratamentos para diversas enfermidades, o que é confirmado pelo fato de grande parte, quase 40%, dos novos medicamentos aprovados e comercializados entre 1983 e 1994, foram extraídos ou derivados de produtos naturais. Ilustra o fato a marca de mais de 50% dos novos antiinfecciosos e anticancerígenos serem derivados diretamente de produtos naturais. Os medicamentos derivados de produtos naturais são capazes de tratar 87% das enfermidades humanas categorizadas, incluindo indicação antibacteriana, anticoagulante, antiparasitária, imunossupresora e ação anticancerígena. Esta última classe de medicamentos teve 1/3 do mercado em 2002 representado apenas por duas classes de quimioterápicos derivados de produtos naturais, sendo os taxanos e derivados da camptotecina, representando cerca de U$ 3 bilhões de dólares.

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: